Guia do Acervo

Apresenta o resumo de alguns conjuntos documentais para divulgação do acervo. Inclui link de acesso aos instrumentos de pesquisa e documentos digitalizados.

Consulte as ferramentas de pesquisa online para mais informações sobre os fundos.

Abdullah Abdurahman Family Papers (1906-1962)

Abdullah Abdurahman (1872-1940) foi um político e médico sul-africano nascido na cidade de Wellington, que ficou conhecido por ter liderado o movimento antisegregacionista em seu país. Foi o primeiro cidadão coloured a ser eleito para um cargo político na África do Sul, ocupando uma cadeira no Conselho da Cidade do Cabo, em 1904, e no Conselho da Província do Cabo, em 1914. Sua atuação política mais importante se deu como presidente da African People's Organization (APO), onde trabalhou para garantir direitos políticos e melhorar as condições socioeconômicas da comunidade Cape Colored, especialmente nas áreas de saúde e educação. Além da documentação produzida e acumulada por Abdullah Abdurahman enquanto político e presidente da APO, o conjunto também agrega documentos de sua esposa Helen "Nellie" Abdurahman (1877-1953) e da filha do casal Zainunnissa "Cissie" Gool (1897-1963), sendo constituído principalmente por documentação oficial de instituições, correspondência, clippings, discursos e conferências. Data(s): 1906-1962 Dimensão e suporte: 5 rolos de microfilmes 35 mm.

Ação Integralista Brasileira e fascismo internacional por Helgio Trindade

Helgio Henrique Casses Trindade (1939- ) é um cientista político brasileiro que se tornou referência nos estudos sobre o movimento político integralista no país a partir de larga pesquisa que realizou sobre o tema, a qual culminou em sua tese de doutoramento defendida em 1971 na Universidade de Sorbonne, Paris, e que foi publicada no Brasil em 1974 com o título Integralismo: o fascismo brasileiro dos anos 30. Ex-reitor e professor emérito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi também reitor da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), membro da Academia Brasileira de Ciências (ABC), da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE), do Consejo Superior Internacional de la Agencia Nacional de Evaluación de la Calidad y Acreditación (ANECA/Espanha) e do Consejo de Administración del Instituto Internacional para la Educación Superior en América Latina y el Caribe (IESALC/UNESCO). A coleção é composta por livros e folhetos sobre a Ação Integralista Brasileira (AIB) e o fascismo internacional, entrevistas gravadas por Helgio Trindade com ex-dirigentes e militantes da AIB, periódicos e alguns documentos avulsos. Data(s): 1925-2011 (predominante 1930-1980). Dimensão e suporte: 426 livros, 9 folhetos, 4 trabalhos acadêmicos, 20 títulos de periódicos, 6 objetos tridimensionais, 14 fotografias, 49 fitas sonoras, além de 4 caixas-arquivo e 2 pastas em grande formato de documentação textual não avaliada.

Helgio Trindade doa à Unicamp acervo sobre integralismo e fascismo 

 

Africa – Research Collections on Microfiche

A coleção Africa – Research Collections on Microfiche constitui-se no quarto catálogo bibliográfico temático cumulativo sobre o continente africano produzido pela Inter Documentation Company (IDC Publishers), e que abrange edições em microfichas de raras e valiosas fontes de pesquisa dos arquivos das Sociedades Missionárias de Londres, Paris e Genebra. O conjunto completo do material reunido pelo IDC, referenciado neste catálogo, é composto por livros, revistas e jornais. Encontra-se no AEL parte deste conteúdo, referente ao tópico Humanities. O conjunto é formado por cópias em microfichas de livros sobre temáticas como religião, cultura, dominação, escravidão, descobertas, comércio etc. Data(s): predominante 1900-1972; obras dos séc. XVIII e XIX. Dimensão e suporte: 105 obras reproduzidas em 991 microfichas.

Anti-Slavery Collection

O conjunto Anti-Slavery Collection foi adquirido da Library of Society of Friends (Inglaterra) e abrange uma importante documentação proveniente das primeiras organizações antiescravistas da América do Norte e Grã-Bretanha, formadas principalmente por membros da Sociedade Religiosa dos Amigos (Quakers). Desde 1600, a entidade manifestava oposição a escravidão em seus registros. Após a  década de 1750, os Quakers se engajaram na tentativa de influenciar a opinião pública na Grã-Bretanha e na América, contra o comércio de escravos e a escravidão em geral, ao mesmo tempo que se envolveram ativamente no bem-estar econômico e político de ex-escravizados. Assim, grande parte do conjunto retrata o desenvolvimento do pensamento e das ações antiescravistas acumulados pelos Quakers. Contém tratados, panfletos, diários, jornais etc. Abrange também a Coleção de Thompson-Clarkson, que reúne cartas, retratos e material impresso relativo a obra do abolicionista e também membro da Sociedade dos Amigos, Thomas Clarkson: The history of the rise, progress and accomplishment of the abolition of the African slave-trade (1808). Inclui ainda uma bibliografia cronológica de tratados antiescravistas impressos entre 1760 e 1855. Data(s): predominante:1760-1978. Dimensão e suporte: 25 rolos de microfilmes contendo cerca de 600 documentos textuais. 

Antônio Batista Ribas

Antônio Batista Ribas (1904-1964) foi um pecuarista e empresário que contribuiu significativamente para a conformação geográfica do estado do Paraná. Atuou na carreira pública a partir de 1928, após graduar-se pela Escola de Engenharia do Paraná. Trabalhou como engenheiro e administrador no governo estadual do Paraná por 40 anos. Sua atuação mais notável foi no Departamento de Geografia, Terras e Colonização, onde chefiou a ação de abertura de estradas, reorganizou os serviços de povoamento das terras públicas, assim como elaborou novos mapas para o estado do Paraná e seus municípios. Também dedicou-se na melhoria do rebanho bovino em seu estado e foi um dos fundadores e primeiro presidente da Associação Paranaense de Criadores de Bovinos. Na mesma época, organizou a Cooperativa dos Criadores do Paraná Ltda. Em 1958, recebeu o título de  Comendador pelo Governo da República do Paraguai, por serviços executados na Construção da Estrada de Porto Franco a Assunção, como Diretor da Firma Th. Marinho de Andrade Construtora Paraná S/A, e também outros dois títulos de Benemerência Pública, um por serviços prestados ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), e outro do IBGE. O conjunto é constituído por documentos produzidos e acumulados por Antônio Batista Ribas no decorrer de suas atividades profissionais, contendo mapas, plantas, fotografias, relatórios, livros, folhetos e periódicos. Data(s): 1925-2011 (predominante 1930-1980). Dimensão e suporte: 494 fotografias, 37 negativos fotográficos, 1 cartão-postal, 11 plantas, 41 mapas, 38 folhetos, 50 títulos de periódicos, livros e recortes de jornais em quantidade não avaliada. 

Archives of the Feltrinelli Institute

A coleção Archives of the Feltrinelli Institute é proveniente da Fundação Giangiacomo Feltrinelli, uma das entidades de pesquisa não acadêmica mais credenciadas no mundo e que possui um imenso patrimônio documental sobre ciências históricas, políticas, econômicas e sociais. A coleção contém periódicos raros que retratam os movimentos e partidos políticos na Itália de 1900 até a queda do fascimo. Inclui os títulos: Bollettino dell'Opposizione Comunista Italiana (PCI), mais tarde Bollettino Comunista, Paris (1931-33); Bollettino di Partito, Roma (1944-45); Il Domani d'Italia, Roma (1901-03); Il Domani d'Italia, Milão (1922-24); La Nostra Lotta (1943-45); L'Ordine Nuovo, Turim/Roma (1919-20, 1924-25); Pagine Rosse, Milão (1923-24); Politica Socialista, Paris (1933-34); Prometeo, Nápoles (1918-22); Rassegna Comunista, Milão/Roma/Nápoles (1921-22); Il Soviet, Nápoles (1918-22); Lo Stato Operaio, Paris (1927-43; NY 1940-43); L'Unità, Milão (1924-26). Data(s): 1901-1943. Dimensão e suporte: 20 rolos de microfilmes.

Documentos digitalizados 

Arquivos Diplomáticos e Estrangeiros sobre o Brasil I (Estados Unidos) e II (Grã-Bretanha)

A coleção Arquivos Diplomáticos e Estrangeiros sobre o Brasil I (Estados Unidos) e II (Grã-Bretanha) reúne cópia de documentação governamental disponível nos arquivos nacionais dos Estados Unidos e Grã-Bretanha relativa ao relacionamento político, diplomático e econômico desses territórios com o Brasil, abrangendo o período de 1808 a 1963. Contém grande quantidade de correspondência de oficiais consulares norte-americanos e britânicos com informações detalhadas da política interna brasileira; relatórios sobre política, ordem pública, assuntos militares e econômicos do Brasil; mensagens presidenciais do governo brasileiro ao Congresso Nacional; artigos de jornais, panfletos, informes sobre as condições de vida e comportamentos sociais; análises militares sobre as relações do Brasil com outros países; posição do governo do presidente Getúlio Vargas frente aos Estados Unidos; entre outros assuntos. Data(s): 1808-1963. Dimensão e suporte: 484 rolos de microfilmes (ADEB I), 16 DVDs (ADEB II).

Instrumento de pesquisa

Arquivos Diplomáticos e Estrangeiros sobre Países Africanos: São Paulo de Loanda (Angola), Lourenço Marques (Moçambique) e Santiago (Cabo Verde)

A coleção de Arquivos Diplomáticos e Estrangeiros sobre Países Africanos: São Paulo de Loanda (Angola), Lourenço Marques (Moçambique) e Santiago (Cabo Verde) é constituída de documentos oficiais diplomáticos e consulares dos Estados Unidos nos países africanos de Angola, Moçambique e Cabo Verde. Foi adquirida pelo Centro de Pesquisa em História Social da Cultura (Cecult) junto ao National Archives and Records Administration (NARA), Estados Unidos. O AEL possui o conteúdo referente ao tópico Record Group 59: General Records of Department of State, que é parte integrante da coleção original do National Archives, Washington, D.C. O conjunto é composto, principalmente, por correspondências. Inclui também documentos contábeis dos custos das embaixadas americanas nestes países e recortes de jornais sobre temas variados. Para a cidade de Santiago (Cabo Verde) há estatísticas aduaneiro-comerciais para o ano de 1896. Data(s): 1818-1906. Dimensão e suporte: 18 rolos de microfilmes.

Associação Brasileira de Antropologia

A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), criada em 1955, é a mais antiga das associações científicas existentes no país na área das Ciências Sociais. Ocupa um papel de destaque na condução de questões relacionadas às políticas públicas referentes à educação, ações sociais e direitos humanos, tendo sido voz atuante em defesa das minorias étnicas e grupos discriminados posicionando-se contra as injustiças sociais. Publica, desde 2004, a revista acadêmica Vibrant (Virtual Brazilian Anthropology) e desde 2014, a revista eletrônica Novos Debates. O conjunto documental é constituído pelos registros das atividades de rotina acadêmica da associação: contato com agências de fomento; parcerias com associações, universidades e governo federal; documentação sobre reuniões anuais, produção de seminários, congressos e encontros; além daqueles de natureza administrativa, tais como correspondência, relatórios, pareceres, projetos e publicações. Traz ainda trabalhos desenvolvidos pela ABA para acompanhar a implementação de projetos junto a comunidades indígenas, a saber: Projeto Carajás, Calha Norte, Polonoroeste, entre outros. Data(s): 1978-2018. Dimensão e suporte: 18 metros lineares de documentação textual, livros, periódicos, fotografias, negativos fotográficos, cartões postais, vídeos, DVD's, CD's, cartazes, quadros, sacolas, camisetas, crachás e canetas.

Astrojildo Pereira

Astrojildo Pereira Duarte da Silva (1890-1965) foi um militante de esquerda, crítico literário, escritor e jornalista nascido em Rio Bonito, estado do Rio de Janeiro. Iniciou sua vida política na Campanha Civilista filiando-se ao Centro de Resistência Operária, em Niterói, aproximando-se dos anarquistas. Foi um dos fundadores do Partido Comunista do Brasil (PCB) durante o congresso realizado em março de 1922. Desenvolveu atividades relacionadas ao jornalismo político e literário. Colaborou e dirigiu diversos periódicos anarquistas e comunistas, tais como: A Guerra Social, A Barricada, O Debate, Crônica Subversiva, Germinal, Spartacus, A Classe Operária, Movimento Comunista, entre outros. Astrojildo Pereira foi preso pelo golpe militar de 1964 e libertado no ano seguinte por problemas de saúde. O conjunto documental é composto por aproximadamente 30.000 documentos que abarcam sua produção pessoal, correspondência e produção de terceiros, além de jornais, revistas e boletins nacionais e estrangeiros, cartazes, livros, mapas, iconografia, folhetos e um grande volume de recortes de jornais e revistas. Data(s): 1810-1978 (predominante 1918-1965). Dimensão e suporte: 7 metros lineares de documentação textual, 25.060 recortes de jornais, 13 livros, 156 títulos de periódicos, 13 cartazes, 38 folhetos e 6 documentos iconográficos.