NOVOS ACERVOS NO AEL - SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS E DE MATERIAIS ELÉTRICOS DE SANTO ANDRÉ E MAUÁ

Em setembro de 2014 o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais Elétricos de Santo André e Mauá (1933-2014), ao completar 81 anos de existência, passou a organizar a sua memória, priorizando o material produzido diretamente pelo próprio sindicato e o produzido em parceria com o movimento sindical e popular. A documentação em duplicata do sindicato e de outras organizações, entidades e movimentos da cidade e do campo (oposições sindicais, sindicatos, comissões de fábrica, partidos políticos, movimentos populares, entidades de apoio etc.) vieram integrar o acervo do AEL. Expressa em 12 metros lineares de documentação, a doação é composta por jornais, boletins, panfletos, cartazes, adesivos, cadernos, cartilhas, dossiês, livros, textos avulsos, recortes de jornais e revistas, fotos, slides, negativos, audiovisuais e objetos tridimensionais. A parceria entre o AEL e o sindicato envolve organizar, digitalizar e socializar, de forma ampla, estes registros, que, de alguma maneira, marcam momentos de embates, confrontos, lutas, conquistas e avanços dos trabalhadores das indústrias de São Paulo. Vale a pena conhecer outros fundos e coleções depositados no AEL sobre o mundo do trabalho. Sugerimos: Anti-Slavery Collection; Carioba; Curtume Brasil; Dieese; Edgard Leuenroth; Evaristo de Moraes; Francisco Gaona; História da Industrialização; Idort; Imigração Italiana; Mário Carvalho de Jesus; Roberto Mange; Stanley J. Stein; Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda; Tribunal Regional do Trabalho (2ª. Região). Conheça também a página Memória Sindical do Sindicato de Mauá em: http://www.metalurgicosantoandre.org.br/index.php/cultura.