NOVOS ACERVOS NO AEL - CENTRO DE ESTUDOS DE CULTURA CONTEMPORÂNEA (CEDEC)

Está disponível para consulta o acervo do CEDEC no Arquivo Edgard Leuenroth (AEL). Fundado nos anos da ditadura (1976), aglutinou intelectuais que estavam à época impedidos de exercem suas funções nas universidades públicas e privadas do país. Instituição civil, sem fins lucrativos, tem como objetivo principal realizar pesquisas e debates sobre aspectos sociais, políticos, econômicos e culturais da realidade brasileira, com ênfase na problemática das classes populares. As pesquisas desenvolvidas por este centro focam na temática direitos humanos e justiça social, constituição e consolidação da cidadania, instituições e práticas democráticas, políticas públicas, relações internacionais e a integração regional. Além de pesquisa, o CEDEC realiza consultorias, seminários, encontros e workshops, atividades de formação e publicações, destacando a revista Lua Nova. Desde a sua fundação contou com o apoio de agências de financiamento e órgãos governamentais como a FAPESP, a FINEP, o CNPq, vários ministérios, a ENAP e secretarias estaduais e municipais. Dentre as agências estrangeiras, apoiaram o CEDEC entidades como Fundação Ford, NOVIB, IDRC, ILDES, IAF, PNUD, SEI, Tinker Foundation, Fundação Konrad Adenauer e European Commission. Os documentos do CEDEC, agora depositados no AEL, trazem projetos, textos e planos de trabalho, entrevistas, relatórios parciais e finais de pesquisas, gráficos, tabelas, surveys, síntese de pesquisas, relatórios, resultado de consultorias, estudos de caso, propostas de gestão para os ministérios governamentais, dossiês, avaliações, memorial dos pesquisadores, listas (pessoal administrativo, conselheiros, diretores, publicações, pesquisadores, diretoria etc.). São 55 metros lineares de documentação que contam a história da própria instituição e de uma parte da história intelectual brasileira. Procure no AEL outros fundos e coleções que tratam da história intelectual brasileira. Consulte: Azis Simão, Hélio Vianna, Paschoal Lemme, Pagu e Geraldo Ferraz, Perseu Abramo, Peter Eisenberg.