CARTA EM RUSSO DA COLEÇÃO INTERNACIONAL COMUNISTA (1922– 1939)

Você pode acessá-la mediante cadastro no Ael Digit@al. O acervo é composto por 10 rolos de microfilmes contendo 1.500 documentos que totalizam cerca de 5.300 páginas, produzidos pela própria Internacional Comunista (Komintern). A reprodução, em microforma, foi solicitada pelo antigo Comitê Central do Partido Comunista Brasileiro a familiares de militantes brasileiros residentes em Moscou. A documentação está em português, russo, alemão, inglês, francês e espanhol. Você pode ler uma versão da carta, datada de 27 de abril de 1933, do Secretariado da I. C. para a América do Sul e Central ao Comando Central do Partido Comunista do Brasil, que aponta o atraso semicolonial do país, a fraqueza do PCB, os desvios da esquerda e da direita como elementos que dificultam a revolução no país. A presente carta traz ainda instruções para que o partido converta-se em uma autêntica organização bolchevique. O trabalho de tradução foi realizado por Erick Fishuk, mestrando em História Social pela Unicamp, estudioso da língua russa e administrador de um blog de traduções e do canal Pan-Eslavo Brasil.